Dissídio 2022

Anualmente, os salários mínimos 2022 são reajustados, e algumas categorias trabalhistas também reajustam o seu piso salarial, ou seja, o valor mínimo que devem receber para trabalhar. Quando há um conflito entre o empregador e o empregado por conta deste reajuste, ou por conta de outros gastos como vale alimentação ou transporte, ocorre o que é chamado de dissídio 2022. Nesse caso, o conflito é resolvido juridicamente. Entenda abaixo mais sobre o dissídio 2022.

Dissídio 2022
Dissídio 2022

Veja também: Décimo Terceiro Salário 2022.

O que é o Dissídio Salarial?

Embora a expressão dissídio salarial signifique desacordo e diga respeito a um conflito salarial, o termo é comumente usado no ambiente de trabalho também para se referir quando há um acordo de reajuste salarial entre empregado e empregador, mas sem a necessidade de processo jurídico.

Sendo assim, o dissídio salarial é comumente usado como sinônimo para reajuste salarial. O dissídio salarial pode ser calculado através de uma fórmula simples que será trazida no decorrer do texto.

Dissídio 2022

Periodicamente, cada categoria trabalhista entra em contato com o empregador para possíveis reajustes salariais ou de benefícios, como vale transporte. Entretanto, quando há conflitos a justiça é acionada, onde ocorre o dissídio

Porém, esse dissídio não é necessariamente promovido apenas pelo sindicato da categoria profissional, podendo ser também chamado de dissídio coletivo ou individual. Quando o dissídio é individual o próprio empregado entra na justiça do trabalho, movendo uma ação judicial contra o empregador.

Caso o trabalhador veja que o reajuste salarial 2022 não está de acordo, pode entrar com o dissídio individual, para garantir que o reajuste seja estabelecido por lei. Para calcular qual o  valor do salário mínimo de 2022 basta aplicar o salário reajustado na fórmula de cálculo da taxa de dissídio.

Dissídio Coletivo

Como mencionado anteriormente, o dissídio pode ser individual ou coletivo. No caso do dissídio coletivo, o sindicato do trabalhador entra com uma ação, como ocorreu no ano de 2022, em que algumas categorias promoveram um dissídio coletivo, como foi o caso de professores da rede municipal de ensino que não haviam recebido um reajuste salarial.

O dissídio coletivo é importante pois algumas leis trabalhistas são definidas através de acordos firmados pelo sindicato da categoria, por isso o reajuste salarial muitas vezes é com base nesses acordos.

Cálculo Dissídio 2022

Caso o trabalhador queira calcular quanto foi a porcentagem de seu reajuste salarial para ver se está ou não de acordo é possível calcular utilizando como base o seu salário mínimo 2022 atual. Para descobrir essa porcentagem e calcular o dissídio basta:

  • Determinar o seu salário atual (SA);
  • Determinar o seu salário reajustado (SR);
  • Percentual do aumento (PA).

Após determinar esses valores basta aplicar na fórmula: SR = SA + (SA x PA).

Essa fórmula pode ser usada pelas empresas que desejam calcular o salário reajustado utilizando apenas o percentual de reajuste, mas também pode ser usado por trabalhadores e sindicatos para calcular qual o valor do reajuste com base no novo salário anunciado. Caso o percentual de reajuste não seja aceito por ambas as partes, há a necessidade de se entrar com um processo trabalhista. No caso dos profissionais que não possuem sindicato, o dissídio individual é indicado.