Salário Mínimo da Argentina 2022: Quanto é? Valor e Como Funciona?

O salário mínimo da Argentina 2022 é conhecido por ser um dos maiores salários da América Latina, e diante do cenário de inflação o salário mínimo argentino ganhou um acréscimo de 25%, melhorando ainda mais esse salário que já é considerado por muitos como um dos melhores.

O salário mínimo na Argentina funciona de maneira parecida com o do Brasil, mas com algumas particularidades que podem ser decisivas na hora de decidir ir para o país em busca de trabalho e melhores salários.

Nos últimos anos o reajuste salarial na Argentina foi de 55%, o que chama mais atenção para os salários mínimos que já são considerados altos. Entretanto, a inflação nesse país também teve um aumento considerável, aumento os gastos básicos, como com a alimentação, com o transporte e outros gastos que somados no fim do mês explicam o salário mínimo alto.

Salário Mínimo Argentina 2022
Salário Mínimo Argentina 2022

Como funciona o salário mínimo na Argentina?

O salário mínimo na Argentina é um valor mensal definido pelo governo e pago mensalmente com uma parcela extra chamada de 13º salário, mas que é paga no decorrer do ano, acrescida as parcelas mensais do salário mínimo.

A carga horária de trabalho lá é de 40 horas semanais, que pode ser cumprida em cinco dias na semana (com quatro horas) ou três dias na semana (com doze horas) e mais um com quatro horas para completar a carga horária total. Com esses horários mais flexíveis, muitos trabalhadores têm dois empregos para aumentar sua renda.

A carga horária de 40 horas é menor do que a de 44 horas semanais do Brasil, mas igual a carga adotada nos salários dos EUA. Entretanto, o valor pagos nos Estados Unidos supera vastamente tanto o salário brasileiro quanto o argentino.

Qual o valor do salário mínimo da Argentina 2022 em reais

O valor do salário mínimo na Argentina é de 16.875 pesos argentinos. Esse valor corresponde a cerca de U$ 270 mensais ou a R$ 1.140. Para 2022, está previsto o aumento de %. Convertendo esse valor em reais, o salário mínimo argentino representa R$ 2.040,00 por mês.

Vale a pena deixar o Brasil para morar na Argentina?

Embora o salário médio argentino represente quase o dobro do salário mínimo 2022 no Brasil em reais, o custo de vida lá é bem mais alto, e para comprar os alimentos básicos de uma cesta por exemplo, o valor desembolsado é muito maior do que seria no Brasil.

Além disso, mais de 60% das empresas na Argentina trabalham com a Lei de Flexibilização do Trabalho para Pequenas e Médias Empresas, assim embora os trabalhadores ganhem o salário mínimo estipulado, eles ficam desprotegidos em situações de crise e instabilidade financeira do país ou da empresa, sendo que na história da Argentina as crises e problemas inflacionários são mais recorrentes que no Brasil.

Embora o alto salário chame muita atenção, diversos fatores devem ser levados em consideração na hora de pensar em deixar o Brasil e ir para a Argentina para trabalhar, em busca de salários maiores.

Se o objetivo da viagem for apenas pelos salários mais altos, deve ser colocado no papel o custo benefício dessa viagem, afinal os custos de vida lá com alimentação, moradia e transporte são maiores. Entretanto, outros diversos benefícios são proporcionados pela experiência de morar fora, como um clima diferente, uma cultura diferente e um estilo de vida.